Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Expedição Costa Oeste: seca e crise do leite fazem pequeno agricultor voltar a cultivar fumo

Expedição Costa Oeste: seca e crise do leite fazem pequeno agricultor voltar a cultivar fumo

Algumas áreas de tabaco ou fumo, como preferir, estão reaparecendo na região oeste do Paraná. Quase todos os agricultores já trabalharam em algum momento na vida nesta atividade. Mas, com o passar do tempo as novas gerações tem seguido para outro caminho. Porém nos últimos anos o pequeno agricultor voltou a dar atenção para o tabaco. 

A seca e a instabilidade na produção de leite fizeram o produtor voltar com a lavoura de fumo. 

Na Comunidade de Alto Laranjita, em São Miguel do Iguaçu, o produtor Joel Augusto Kamer, vai fechar 2022 com 100 mil pés de fumo cultivados. A cultura se tornou uma boa alternativa. Os ganhos dobraram, passando de R$ 7 reais, em 2018, para R$ 14 reais, o quilo, em 2021, na variedade conhecida popularmente como fumo comum de galpão.   

O dia a dia nas lavouras de tabaco não é fácil. Exige muita mão de obra e o trabalho é pesado. Mas, Joel tem orgulho do que faz. 

Segundo Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), na safra de 2021/2022, foram produzidas 560.181 mil toneladas de tabaco. De janeiro até outubro, as exportações geraram um montante de 1,8 bilhão de dólares. Dos três estados do Sul do país, o Paraná é terceiro com 141 mil toneladas, atrás dos catarinenses e gaúchos.Iniciando mais uma colheita, Joel está com boa perspectiva.

Fonte: Costa Oeste News

Autor do post