Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Chuvas afetam algumas lavouras e deixam produtores em alerta no oeste paranaense

A Expedição Costa Oeste visitou três propriedades em municípios diferentes da região.

Chuvas afetam algumas lavouras e deixam produtores em alerta no oeste paranaense

Algumas lavouras começaram a sentir os excessos de chuvas no oeste paranaense. A Expedição Costa Oeste visitou três propriedades em municípios diferentes da região. A situação mais grave foi constatada em São Miguel do Iguaçu. 

A segunda semana de outubro foi muito chuvosa no Paraná. O acumulado dos dias 10 e 11 em São Miguel do Iguaçu, onde fica uma das estações meteorológicas do Simepar, Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná, registrou o acumulado superior há 100 milímetros. Suficiente para causar danos. 

Apesar de não ter chovido no dia 12, os produtores estão com o sinal de alerta ligado. 

Na Comunidade de Boa Esperança em Missal, seu Ângelo Jungbluth, estava preocupado com demora para a soja emergir. 

Na safra passada tanto seu Jair, quanto seu Ângelo não conseguiram colher se quer 20 sacas de soja por alqueire devido a seca. Se olharmos para setembro de 2021, o Simepar mostra que o acumulado de chuvas não passou de 70 milímetros na Região. Em 2022, no mesmo mês, o volume de água triplicou e superou os 220 milímetros. De acordo com o meteorologista do Simepar Lizandro Jacóbsen. 

Apesar da previsão de mais chuvas a previsão do agricultor para este mês de outubro é de boa esperança.  

Fonte: Costa Oeste News

Autor do post