Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Delegacia de Homicídios divulga balanço de 2022

O índice de elucidação atingido pela Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu está entre os maiores do estado

  • 18/01/2023
  • Foto(s): Assessoria PCPR/Foz
  • Policial
Delegacia de Homicídios divulga balanço de 2022

A Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu divulgou, na manhã desta quarta-feira (18/01), balanço dos índices de homicídio do ano de 2022. A divulgação tem como objetivo manter a transparência das informações e prestar contas dos serviços prestados pela especializada.

No período foram registrados 75 (setenta e cinco) homicídios e 3 (três) feminicídios. 

Esse não é o maior número de homicídios já registrado em Foz do Iguaçu e nem o menor, considerando que, em outros registros anuais mais próximos, a título de 2018, o número de homicídios dolosos chegou a ultrapassar 80 casos.

As vítimas predominantes continuam sendo do sexo masculino com idade variando entre 18 e 39 anos de idade.

Outro dado apresentado pela especializada foi o número de resoluções obtido no ano de 2022. De acordo com os dados, 55(cinquenta e cinco) dos crimes computados no último ano foram elucidados pela delegacia especializada. Dois (2) homicídios ocorridos no ano de 2021, que até então estavam sem autoria, também foram elucidados no corrente ano, elevando os índices de homicídios solucionados para 73,07%

O índice de elucidação atingido pela Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu está entre os maiores do estado, representando o resultado de um trabalho integrado entre as forças de segurança pública, aliado à rápida e eficiente investigação dos crimes pela PCPR.

A autoridade policial enfatizou que os casos ocorridos no mês de dezembro costumam ser elucidados nos primeiros meses do ano seguinte, motivo pelo qual o índice de 73,07% não é absoluto.

Fonte: Assessoria PCPR/Foz

Autor do post