Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Em tempos de seca pequeno agricultor encontra no tabaco alternativa rentável

Atividade, que já foi tradicional nas pequenas propriedades, está desaparecendo no oeste do Paraná.

Em tempos de seca pequeno agricultor encontra no tabaco alternativa rentável

Em tempos de seca e de custo alto para a produção de grãos e leite o pequeno agricultor encontrou uma alternativa rentável no tabaco, no interior de Medianeira. Atividade, que já foi tradicional nas pequenas propriedades, está desaparecendo no oeste do Paraná. Mas, para o agricultor Antonio Rafael Silva Beremeyer se tornou a salvação.

Rafael colheu cerca de 40 mil pés de fumo comum. Alguns dos fatores que favoreceram a cultura foram o número decrescente de produtores de tabaco, demanda crescente e valorização do dólar, que estimularam o aumento de preços e lucratividade. 

A novidade de planta nesta safra é chamada capa de charuto, o próprio nome já faz referência. Com uma folha longa e larga o seu tamanho é ideal para fabricação de charutos. Mas, a variedade conhecida como comum é a planta que tem conquistado mais espaço nas lavouras da região.

A primeira estimativa para a safra de tabaco 2021/2022 é de 569.539 toneladas, nos três Estados do Sul do Brasil significando uma redução de 9,38% comparando à safra passada. No Paraná, a produção deve chegar às 139.805 toneladas de tabaco de acordo com Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra). Na região oeste paranaense muitos produtores abandonaram atividade por falta de trabalhadores.



Fonte: Costa Oeste News

Autor do post