Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Moradores estão preocupados com risco de enchente do Rio Leão em São Miguel do Iguaçu

Segundo o SIMEPAR no período da meia noite até as 11h desta sexta-feira (15) choveu 70 milímetros em São Miguel do Iguaçu.

  • 15/10/2021
  • Foto(s): Tatyelle Schunemann/Costa Oeste News
  • Região

Moradores do Jardim Social estão preocupados com o risco de enchente do Rio Leão em São Miguel do Iguaçu.  Uma das residentes, Eva Mabel Mendez Vera,  relatou para a reportagem do Costa Oeste News que está com medo de perder os pertences. Segundo ela, a família já retirou roupas e ergueu móveis para evitar prejuízos. 

Outra moradora, Cris Mabel Silva Rodrigues, acredita que a realização de uma limpeza no Rio construirá para evitar esse tipo de transtorno.

Segundo as entrevistadas a Defesa Civil do município já esteve na região para avaliar os riscos.

Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná – SIMEPAR no período da meia noite até as 11h desta sexta-feira (15) choveu 70 milímetros em São Miguel.

Programa Casa Nova

O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, através da secretaria de Assuntos Comunitários, instituiu o Programa Casa Nova, que vai atender famílias com renda abaixo da linha de financiamento, residentes em áreas de risco, identificadas pelo Plano Local de Habitação de Interesse Social–PLHIS e atualizados pelo Cadastro Municipal de Moradores de Áreas de Risco.

A Lei nº 3.469/2021 foi sancionada pelo prefeito Motta, no último dia 31 agosto, após ser aprovada no Legislativo Municipal.

O programa será executado em etapas, limitando-se ao número máximo de 35 unidades por ano, com recursos disponibilizados pelo Poder Executivo ao Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social de São Miguel do Iguaçu, de acordo com a demanda e a disponibilidade financeira e orçamentária.

Serão construídas habitações populares na modalidade horizontal, em lotes de até 150 m², sendo que cada unidade será de até 50 m², com tamanho e modelo padrão.


Fonte: Costa Oeste News

Autor do post