Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Urgência para PL da Estrada do Colono será discutida a partir das 13h55 desta quarta, 09

O projeto é do deputado Vermelho, que defende a criação de uma Estrada-Parque, integrando meio ambiente e turismo.

  • 09/06/2021
  • Foto(s): Divulgação
  • Região
Urgência para PL da Estrada do Colono será discutida a partir das 13h55 desta quarta, 09

A Câmara Federal analisa a partir das 13h55 o requerimento pedindo urgência na apreciação do Projeto de Lei (PL) n° 984, de 2019 do Deputado Nelci Colguetto Maria (Vermelho). O PL altera a Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000, para criar a categoria de Unidade de Conservação denominada Estrada-Parque e institui a Estrada-Parque Caminho do Colono no Parque Nacional do Iguaçu.

O requerimento estava pautado para a semana passada, mas foi adiado e é o primeiro da ordem do dia desta quarta, 09. No entanto, segundo a pauta, a análise está sujeita a sobrestamento, ou seja, pode ocorrer a suspensão temporária de deliberação de matéria constante da pauta, em virtude da ocorrência de fato motivador, como a apreciação de medida provisória com prazo vencido ou projeto que tramita em regime de urgência.

A estrada liga o Oeste (Serranópolis) ao Sudoeste (Capanema) cruzando o Parque Nacional do Iguaçu. A via está fechada oficialmente desde a década de 80, embora tenha sido aberta de forma irregular no fim da década de 90 e sendo fechada oficialmente no início dos anos 2000. O deputado Vermelho defende que a estrada seja ecológica, integrando o meio ambiente e o turismo. “Não é possível de que não tenhamos capacidade, em 2021, de fazermos uma estrada responsável, ecológica, respeitando todo o meio ambiente, a fauna e flora” argumenta.


Por outro lado, o projeto tem forte resistência dos ambientalistas, que estão protestando contra a medida. Para eles, uma estrada em meio ao Parque Nacional colocaria em risco espécies ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, pois além do risco de atropelamento, facilitaria a entrada de caçadores no Parque. Outro risco é que o Parque deixe de ser considerado Patrimônio Natural da Humanidade, título reconhecido pela UNESCO em novembro de 1986.

Fonte: Rádio Cultura Foz

Mais lidas relacionadas deste mês

Colunistas

Cidades relacionadas

Categorias relacionadas