Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Pai de jovem afogado no Rio Paraná diz que já havia alertado o filho sobre o risco

'Ele não tinha noção do que é o Rio Paraná. Eu já havia avisado ele que o Rio Paraná não é rio pra ninguém nadar' lamentou o pai.

  • 26/01/2021
  • Foto(s): Redes Sociais
  • Região
Pai de jovem afogado no Rio Paraná diz que já havia alertado o filho sobre o risco

O senhor Silas, pai do jovem que morreu afogado no Rio Paraná, em Foz no último domingo,24, concedeu entrevista à Rádio Cultura Foz AM 820, integrante da Rede Costa Oeste de Comunicação, nesta terça-feira, 26. De acordo com o pai, ele já havia alertado o filho de que o Rio Paraná era perigoso e não é adequado para o banho. O rapaz foi identificado como Michel Pinheiro Raimundo Gomieri, de 18 anos de idade.

“Ele não tinha noção do que é o Rio Paraná. Eu já havia avisado ele que o Rio Paraná não é rio pra ninguém nadar, porque tem muito redemoinho lá” lamentou o pai. “Inclusive os bombeiros me informaram que nem eles arriscam fazer treinamento lá, só vão quando é necessário fazer buscas, e com apoio” disse.

Segundo o pai, Michel foi para o Rio com alguns amigos. “Ele era muito alegre, muito extrovertido, com 18 anos, desconheço os amigos deles, até vou procurar saber para ter mais algumas informações, teve uma moça que ligou para avisar que ele estava pedindo socorro, não sei quem ela é” salientou.

“É difícil, ele era meu caçula, nós tínhamos muito contato, mesmo ele longe, ele era muito apegado, e a fatalidade que por enquanto não tenho explicações” concluiu.


O caso

Michel Pinheiro Raimundo Gomieri, de 18 anos de idade, nadava com amigos no Rio Paraná no último domingo, 24, na região da Vila Portes. Segundo o Corpo de Bombeiros, os amigos informaram que ele tentou atravessar o rio nadando. Porém, se afogou. Ele ainda conseguiu pedir por socorro antes de submergir nas águas.

O Corpo de Bombeiros iniciou as buscas ainda no domingo a tarde, porém não foi possível encontrar o corpo antes da noite. Na manhã de segunda-feira, 25, as buscas foram retomadas com seis mergulhadores e duas embarcações.

Por volta das 10h30 o corpo foi localizado próximo ao local onde ele submergiu. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima estava a cerca de 15 metros de profundidade e o corpo estava preso entre as rochas.


 
Fonte: Radio Cultura Foz