Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Consórcio da Perimetral Leste de Foz do Iguaçu abre vagas para laboratoristas

Estão sendo contratados encarregado de laboratório, laboratorista e auxiliar de laboratório.

  • 15/01/2021
  • Foto(s): Assessoria Itaipu Binacional
  • Região
Consórcio da Perimetral Leste de Foz do Iguaçu abre vagas para laboratoristas

O Consórcio JL - Planaterra – Iguatemi, responsável pelas obras da Perimetral Leste de Foz do Iguaçu (PR), que receberá investimentos de R$ 140 milhões da margem brasileira da Itaipu Binacional, está com vagas abertas para encarregado de laboratório, laboratorista e auxiliar de laboratório. É preciso ter experiência com solos, concreto e CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente).

Os currículos apenas para essas três vagas devem ser encaminhados para o e-mail roger.andre@construtorajl.com. Todas as demais contratações para a obra serão feitas pelo sistema nacional de vagas, no endereço https://www.trabalhabrasil.com.br/, e também serão divulgadas. No pico da construção, a expectativa do consórcio é gerar de 400 a 500 vagas diretas.

A construção da Perimetral Leste deve começar em março. O novo acesso, com 15 quilômetros, fará a ligação entre a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, e a rodovia BR-277.

A obra ajudará a desviar o trânsito de cargas pesadas da área central e turística da cidade. A perimetral está prevista para ser entregue em meados de 2022.

Obras de Itaipu geram 2,5 mil empregos

No total, a Itaipu direcionou aportes de R$ 2,4 bilhões para obras como a Perimetral Leste, a Ponte da Integração, a construção do Mercado Municipal de Foz, entre outras, além de novos contratos para modernização do setor elétrico brasileiro. Juntas, essas iniciativas somam mais de 2,5 mil empregos.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, a abertura dessas frentes de trabalho se baseia no tripé “propósito, planejamento e perseverança”. "Emprego mata a fome e devolve dignidade", afirma.

Fonte: Assessoria Itaipu Binacional

Autor do post