Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Santa Helena confirma o primeiro caso de zika vírus

  • 22/02/2016
  • Foto(s): Divulgação
Santa Helena confirma o primeiro caso de zika vírus
Santa Helena confirmou o primeiro caso de zika vírus. A paciente é uma mulher, grávida, moradora da área central da cidade. A confirmação se deu através de exame sorológico feito pelo Laboratório Central do Estado (Lacen). A coleta do material para exame foi feito no dia 02 de fevereiro, e o resultado retornou nesta segunda-feira (22). Segundo as autoridades em Saúde de Santa Helena, a paciente é uma mulher jovem e que está grávida há aproximadamente 5 meses (25 semanas). 

A preocupação no caso de gestantes decorre da possibilidade de contaminação do feto e desenvolvimento da microcefalia, porém, no caso específico da paciente de Santa Helena, o período de acometimento, que é até o primeiro trimestre, já passou, o que gera certa tranquilidade, segundo a diretora da 20ª Regional de Saúde, Denise Liell. Conforme números do Governo do Estado, o resultado de outros quatro exames para zika vírus são aguardados no município.

A confirmação de um caso de zika não deve mudar as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. ???A atitude deve ser a mesma. A preocupação é de eliminar todos os criadouros. ?? claro que há um olhar mais detalhado, porém, os cuidados são os mesmos detalha, detalha a diretora da Regional de Saúde.

O prefeito de Santa Helena, licenciado, Jucerlei Sotoriva, acompanha as ações de combate ao Aedes Aegypti. Sotoriva lembra que, tudo é tratado com muita seriedade e seguindo as orientações de protocolo. Duas frentes de ações serão adotadas. As equipes em saúde devem observar e acompanhar a paciente. Por outro lado, a Vigilância em Saúde faz o bloqueio e eliminação de focos, trabalho que já vem sendo realizado.

Conforme Denise Liell, o mesmo trabalho foi desenvolvido nos casos confirmados em Toledo, Assis Chateaubriand e Tupãssi. A orientação à população é que, elimine qualquer objeto que possa acumular água, a maneira mais eficaz para combater, tanto zika, quanto a dengue e chikungunya.

Fonte: Assessoria

Envie sua Notícia, vídeo, foto
(45)99102-5533

Colunistas