Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Paraná projeta redução de área cultivada de trigo para 2024

Números da safra de trigo reafirma a tendência de retração da área plantada no PR.

Paraná projeta redução de área cultivada de trigo para 2024

A atualização mensal dos números da safra paranaense de trigo, divulgada neste mês de abril, reafirma a tendência de retração da área plantada. De acordo com o Boletim de Conjuntura Agropecuária, preparado pelo Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), a estimativa indica uma redução de 19% na área cultivada em comparação com o ano anterior, passando de 1,41 para 1,14 milhão de hectares.

Mesmo com essa revisão, os números ainda são menores do que o esperado, principalmente em um contexto de preços ao redor de R$ 65,00, registrados no dia 24/04. Houve uma leve valorização em relação ao mês anterior, quando a saca estava cotada em torno de R$ 64,00. No entanto, os preços internos pouco foram influenciados pela valorização das cotações internacionais e do dólar mais valorizado, não sendo suficientes para alterar a perspectiva dos produtores em relação ao cultivo de trigo.

Atualmente, cerca de 5% da área projetada já está semeada, com os trabalhos ocorrendo em boas condições. A semeadura continuará em andamento sob a neutralidade do oceano Pacífico, mas durante o desenvolvimento da cultura, há previsão de retorno do La Niña. Esse cenário aumenta o risco de seca e geada e diminui o risco de chuvas na colheita, problemas comuns no Estado.

Caso o Paraná saia ileso da transição entre os fenômenos climáticos, a produção de trigo pode superar a do ano anterior, com as produtividades normalizadas compensando a redução de área. Atualmente, a projeção aponta para uma safra de 3,8 milhões de toneladas em 2024, o que representa um aumento de 4% em relação às 3,6 milhões de toneladas obtidas em 2023.

Fonte: Agrolink

Autor do post

Mais lidas relacionadas deste mês

Envie sua Notícia, vídeo, foto
(45)99102-5533

Categorias relacionadas