Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Gato arranhando porta: como lidar quando o bichano não gosta de porta fechada!

Você sabe como lidar com o gato arranhando porta? Porque ele faz isso?

Gato arranhando porta: como lidar quando o bichano não gosta de porta fechada!

Muitos tutores têm dúvidas em como lidar com algumas manias e cismas, como ver o gato arranhando sofá, tentando abrir a porta fechada, miando de madrugada ou sendo muito agressivo em determinados momentos.

Existem diversos motivos que justificam o gato arranhando porta. Vale ressaltar que isso está longe de ser algo individual do seu gato, então não se preocupe! Basta uma rápida pesquisa na web para perceber que esse problema incomoda diversos tutores.

Alguns dos principais motivos estão ligados à personalidade, aos instintos e à evolução do gato. Afinal, como todo outro animal, ele possui algumas características desenvolvidas ao longo do tempo como espécie. Confira alguns fatores de personalidade que levam o gato a detestar portas fechadas.

Instinto predador

O gato é um excelente caçador, mas pode ser presa natural de outros animais. É claro que você entende que o ambiente da sua casa é seguro para seu pet, mas ele enxerga tudo de uma forma diferente.

Para o gato, é importante ter o máximo de informações possíveis sobre os perigos que o cerca. Ao limitar um determinado espaço, fechando a porta, isso pode deixá-lo vulnerável e o impedir de lidar com possíveis sinais de perigo.

O felino prefere estar livre e sem obstáculos tanto para reconhecer quanto para guardar o território, ficando sempre alerta para potenciais ameaças. Isso não funciona tão bem quando há uma barreira no caminho, não é mesmo? Portanto, ao notar o gato arranhando a porta do quarto, saiba que ele quer olhar o interior do cômodo. 

Personalidade controladora

Além disso, o gato se sente dono da casa. Esse traço é bem perceptível na maior parte dos bichanos e exige certo cuidado por parte dos tutores. 

Diferentes de um cão, que é muito mais aberto às ordens e aos comandos, o gato gosta de estar no controle. Muitas vezes, isso significa implicar com o fechamento de uma porta e a limitação do espaço. Por isso, é comum que o gato arranhando a porta só pare quando tenha o pedido de abertura atendido.

Memória fotográfica

O gato é famoso por ter ótima memória e percepção dos ambientes. Ele pode mapear com facilidade a casa e entender quais ambientes são exploráveis para ele.

Uma porta fechada em um ambiente que costuma ser acessível para ele pode causar desconforto, já que o bichano prefere estar livre para explorar e patrulhar os ambientes quando quiser.

Adoração por arranhar

Esse motivo pode parecer bastante simples, mas é verdade. O gato tem uma tendência a gastar as garras quando pode, deixando-as mais saudáveis. Arranhar deixa-as mais afiadas e estimula alguns dos músculos das costas e do ombros, dando uma sensação de prazer.

Talvez, você já tenha reparado nesse hábito não apenas ao ver o gato arranhando porta, mas os móveis da casa. Sofás, cadeiras estofadas, poltronas, cortinas e outras superfícies são as mais procuradas pelo bichano. 


Como fazer o gato não arranhar as portas?

Agora que você já entende as motivações desse hábito do seu gato, precisa entender como lidar melhor com a situação. Apesar de estar relacionado com questões naturais da personalidade do felino, esse hábito pode ter consequências ruins. 

Além do dano à mobília e do estresse sonoro, o bichano pode se machucar com lascas de madeira ao arranhar demais uma porta, por exemplo. Por isso, se for possível, a solução mais prática é instalar uma portinhola para gato nas portas da sua casa. 

Isso permite que ele circule livremente pelos ambientes da casa, sem se incomodar com a privacidade das portas fechadas. Porém, não é uma solução completa, nem resolve o problema comportamental. Nesse caso, existem algumas medidas que podem ser tomadas.

Forneça outro lugar para ele arranhar: se a necessidade imediata for algo para afiar as garras, ofereça coisas para gato arranhar, como um arranhador. Ele pode ser uma ótima solução, e você pode acostumar o animal aos poucos, deixando-o próximo à porta que o pet costuma arranhar e passando as patinhas por ele para incentivá-lo; 

“Suborne” seu pet: caso a adaptação ao brinquedo para gato arranhar seja difícil, você pode usar petiscos para incentivá-lo com mais eficiência. Por exemplo, deixe um petisco em cima do arranhador e dê para o peludo conforme ele o usa. Essa prática exige paciência. Você também precisa bloquear os acessos aos lugares que seu gato costuma arranhar, deixando o arranhador como única opção;

Ajude seu gato a se sentir mais seguro: você pode adaptar sua casa para seu gato perceber e explorar o ambiente com mais facilidade. Limpe os locais onde ele costuma arranhar para tirar odores que o incomodam e instale plataformas em lugares altos para ele explorá-los. Forrar essas plataformas com feltro pode ajudar bastante também;

Lembre-se que, em casos de dúvidas ao lidar com o gato arranhando porta, você pode sempre contatar um veterinário de confiança. Em casos graves, contratar um adestrador também pode ser uma boa opção

Fonte: Petz.com

Autor do post