Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Secretários de Educação discutem modelo e data ao retorno das aulas

A reunião aconteceu nesta terça-feira (12), na sede da Amop, em Cascavel.

  • 12/01/2021
  • Foto(s): Assessoria AMOP
  • Região
Secretários de Educação discutem  modelo e data ao retorno das aulas

Reunidos nesta terça-feira (12), na sede da Amop, em Cascavel, secretários municipais de Educação discutiram temas relevantes sobre o calendário escolar e o ano letivo de 2021. A reunião, dividida em duas etapas, por conta da necessidade de cumprimento de decreto que coibe aglomeração de pessoas, foi organizada pelo Departamento Pedagógico da Amop, com todos os cuidados e protocolos anticovid-19 exigidos.

O início das aulas, provável, deve ser entre 8 e 18 de fevereiro. Esse retorno talvez não seja presencial, mas sua organização deve ocorrer a partir desta data. Existe a possibilidade de adoção dos modelos presencial, híbrido e remoto, dependendo da realidade e circunstâncias de cada cidade.

Já os grupos de estudo em Matemática, História, Alfabetização e outros, permanecem obedecendo o mesmo cronograma original já discutido anteriormente pela Amop.

"Os secretários decidiram que o seminário de abertura do ano letivo, organizado pelo Departamento, ocorrerá no mês de março. Neste, eles têm a opção de fazer a inscrição por município ou por professores da rede que participarão. Quanto aos demais grupos de estudos, segue a programação e dias já postos no plano de trabalho, com início no fim de março e término em outubro. Um grupo de estudo para gestores também foi colocado e discutido no grupo e aprovada sua realização. Como os assuntos são tantos e todos de entendimento urgente por todos, este começará a ser desenvolvido ainda no mês de janeiro. Todas as ações serão síncronas ou assíncronas. Uma ou outra ação será presencial, na medida que for possível e necessária", destaca a professora Emma Gnoatto, coordenadora pedagógica da Amop.

Fonte: Assessoria AMOP

Autor do post