Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Pato Bragado vai ter novo espaço para Pronto Atendimento

  • 18/11/2020
  • Foto(s): AEN
Pato Bragado vai ter novo espaço para Pronto Atendimento

Pato Bragado, no Oeste do Paraná, é aquele típico município pequeno e acolhedor. A população, de cerca de seis mil habitantes, leva uma vida tranquila na cidade que faz fronteira com o Paraguai. Para garantir que esta vida também seja com saúde, o município está finalizando um novo e moderno posto de pronto atendimento (PA), com investimento de R$ 609.417,69. As obras foram autorizadas em maio de 2018, e agora restam apenas adequações na rede elétrica e instalação de equipamentos para iniciar o funcionamento.

O PA fica no centro do município, próximo à estrutura que atualmente abriga os serviços de saúde, e anexa a uma nova Unidade Básica. Também fica imediatamente ao lado da casa de Hermida Boroski, de 67 anos, que é viúva e aposentada. Para ela, aproximidade e a infraestrutura qualificada garantem tranquilidade no caso de uma necessidade de saúde. “Sempre sou bem atendida pelos profissionais, e agora que vai estar mais pertinho fica bem melhor. Se precisar de qualquer coisa é só ir aqui do lado”, disse.

Os investimentos em saúde são prioridade da gestão estadual. Segundo o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o pronto atendimento próximo à unidade básica de saúde de Pato Bragado ajuda a formar um complexo de atendimento médico. “Nós queremos facilitar este primeiro atendimento em saúde, que muitas vezes é o grande gargalo para as secretarias municipais, e garantir que a população tenha um atendimento rápido e de qualidade”, afirmou o governador.

Do montante total investido no PA, R$ 418.783,78 são de repasses estaduais, e R$ 190.633,91 de contrapartida municipal. A secretária da Saúde de Pato Bragado, Neusa Inês Schirmann, salientou que esta é uma grande conquista para a população. “Com o novo Pronto Atendimento, ao lado da nova Unidade Básica, vamos ofertar à população um espaço seguro e confortável para quem precisa cuidar da saúde”, disse a secretária. “A estrutura é bem dividida, e ter um local qualificado também facilita o trabalho dos profissionais que vão atuar aqui”, lembrou Neusa.

A estrutura tem cerca de 460 m², e é dividida em recepção, salas de espera, de urgência, de enfermagem e de exames diferenciados. Também conta com locais para suturas e curativos, aplicação de medicamentos, salas de observação masculina, feminina e infantil.

Proprietário de uma funilaria nas proximidades do Pronto Atendimento, Cassiano Porto, de 36 anos, afirmou que a nova estrutura representa um salto na qualidade do atendimento de saúde em Pato Bragado. “Vai melhorar consideravelmente, é uma unidade de saúde maior que a antiga, e tem o pronto atendimento. Todos estão aguardando o começo dos atendimentos, vai melhorar muito para os moradores da cidade”, celebrou o empresário. “Quanto antes inaugurarem, melhor”.

A Unidade Básica de Saúde, ao lado do Pronto Atendimento, foi construída por meio de convênio com o Governo Federal e já começou a receber o mobiliário para iniciar os atendimentos também em breve. Nela será realizada a estratégia de Saúde da Família.  Juntas, as duas estruturas somam 850 m².

A obra do PA em Pato Bragado está em fase de conclusão, com a adequação da entrada de energia e reforço da rede pública. Esta intervenção está sendo realizada pela necessidade de unificar as duas entradas (do PA e da UBS), e pela demanda de 10 torneiras elétricas não previstas no projeto elétrico inicial. 

O engenheiro da prefeitura Johnny Marcos Wutzke, responsável pela obra, explicou que além desta adequação elétrica, outras alterações necessárias para atingir o objeto foram necessárias. “Todas as intervenções estão em análise na Secretaria de Estado da Saúde e, assim que forem realizadas, os engenheiros do Estado também poderão atestar a entrega da obra”, afirmou o engenheiro.

A mudança para o novo espaço também depende da pandemia do novo coronavírus. Isso porque as instalações atuais foram adequadas para o atendimento da Covid-19. Sendo assim, a migração dos serviços de saúde para o novo complexo acontecerá apenas quando for seguro.

Fonte: AEN