Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Impactos das geadas no milho safrinha refletem nos pedidos de Proagro na região

A Cresol Costa Oeste fez quase 800 operações de custeio, na safra 2020/21 disponibilizando para o milho safrinha quase de R$ 13 milhões,

Impactos das geadas no milho safrinha refletem nos pedidos de Proagro na região

O milho seco e comprometido na lavoura poderia ser um cenário para filme de terror, mas, para os agricultores é a realidade consequência das geadas que atingiram o oeste paranaense.  

As fortes geadas foram implacáveis. Em Serranópolis do Iguaçu, o agricultor Julcimar Carissimi, está com a lavoura de milho comprometida. Apesar de tudo o produtor ainda tem esperança de conseguir tirar algo faltando cerca de 15 dias para a colheita. 

Em São Miguel do Iguaçu a situação não é muito diferente. André Périco conseguiu efetuar o plantio um pouco antes, mas, não foi há tempo de salvar a produção. O Expedição Costa Oeste visitou a propriedade em abril e a plantação estava bonita, porém, o agricultor sabia que o risco era grande. 

Neste caso o produtor precisa recorrer à ajuda para cobrir as despesas, desabafa Julcimar.  

A Cresol Costa Oeste fez quase 800 operações de custeio, na safra 2020/21, disponibilizando para o milho safrinha quase de R$ 13 milhões, no qual mais da metade (56%) dos agricultores solicitaram o Proagro. E a tendência é que este número aumente, afirma a gerente da agência, Joyce Wagner da Silva.      

Voltando para Serranópolis, Julcimar vive com a esposa Queila na propriedade. A lição que os pais passam para os três filhos pequenos é bem prática. 

Apesar dos tropeços o agronegócio não pode parar e a nova lavoura precisa ser projetada. Ensinamentos com uma convicção no coração. O Expedição Costa Oeste segue para a próxima propriedade para ver de perto os desafios do setor agrícola após as geadas.  

Fonte: Costa Oeste News

Autor do post