Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Último episódio da série “Os Caminhos da Ração” faz trajeto de um caminhão até a propriedade

Diretor-presidente Lar Cooperativa Agroindustrial, Irineu da Costa Rodrigues projeta mais de 38 mil empregos indiretos até 2030.

Último episódio da série “Os Caminhos da Ração” faz trajeto de um caminhão até a propriedade

O Expedição Costa Oeste chega no último episódio da série “Os Caminhos da Ração” vamos fazer todo o trajeto de um caminhão até chegar na propriedade de destino. 

Toda demanda da cadeia produtiva da Lar Cooperativa Agroindustrial depende dos caminhões e de quem os conduz. São mais de 100 veículos transportando 170 mil toneladas de ração por mês. Mantendo ativa uma cadeia de 35 milhões de frangos de corte em campo, 1,3 milhão de matrizes de postura e 340 mil suínos em engorda. Geovane reconhece que a responsabilidade é grande e se sente cooperando com o crescimento da região. 

Tudo isso, sem contar os caminhões que transportam alimentos para dois milhões de matrizes de ovos férteis, 30 mil matrizes de suínos e 100 mil leitões. Para que tudo esteja sincronizado os veículos são monitorados.

Tanta ração em campo significa muita carne na mesa. O Paraná é o Principal produtor de proteína animal do Brasil. Segundo dados do IBGE, o estado produziu 1,5 milhão de toneladas no primeiro trimestre de 2021, quase um quarto de toda carne produzida no mesmo período no país. Números que refletem na motivação de expansão da cooperativa. O novo complexo Industrial Bom Jesus, em Medianeira-PR, é um belo exemplo. 

Investimento estratégico para que todo processo da cadeia produtiva cresça. 

A frota da cooperativa conta com 350 motoristas atualmente, e em breve Geovane, que roda diariamente 260 quilômetros em média, deverá ganhar novos colegas.  O motorista se sente realizado com a profissão que escolheu.   

Seguindo os caminhos da ração observamos produção recorde, geração de empregos e desenvolvimento que vai mudar para sempre a nossa região. A série ‘Os Caminhos da Ração’ termina aqui com uma certeza, o agro não vai parar. 


Fonte: Costa Oeste News

Autor do post