Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Mais um preso pela Operação Pecúlio deixa a carceragem da Polícia Federal

  • 24/04/2016
  • Foto(s): Ilustrativa
Mais um preso pela Operação Pecúlio deixa a carceragem da Polícia Federal
Mais uma pessoa deixou a carceragem da Polícia Federal (PF), em Foz do Iguaçu, no oeste Paraná, no início da madrugada deste domingo (24). Nove presos já haviam sido soltos no sábado (23). A prisão dos dez era temporária, com prazo de cinco dias. A última venceu neste domingo porque o enpresário Mario Cesar Habby dos Santos se entregou na quarta-feira (20), um dia após a operação ter sido deflagrada. Os demais foram presos na terça (19).
Já foram soltos:
- Edson Queiroz Dutra (empresário)
- Vilson Sperfeld (empresário)
- Alexandro Tavares Ferreira (empresário)
- Charles Bortolo (ex-secretário de Saúde)
- Evori Roberto Patzlaff (ex-secretário de Obras)
- Sandro Hideo Saito (empresário)
- Cristiano Fure de França (ex-diretor de Obras)
- Rosinaldo Luziano dos Santos (empresário)
- Fernando da Silva Bijari (empresário)
- Mario Cesar Habby dos Santos (empresário).

Outras quatro pessoas foram presas preventivamente, ou seja, por tempo indeterminado. A suspeita é de envolvimento em um esquema de corrupção por meio de licitações fraudulentas na prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

Prisões preventivas:
- Nilton João Beckers (empresário)
- Euclides de Moraes Barros Júnior (empresário)
- Melquizedeque da Silva Correia Ferreira Souza (ex-secretário de Tecnologia da Informação)
- Rodrigo Becker (ex-secretário de Planejamento)
Todos estão detidos na carceragem da PF, em Foz, e não há previsão de quando deverão ser transferidos para a Penitenciária Estadual 1 (PEF 1). A polícia informou que todas as senhas dos celulares apreendidos já foram fornecidas espontaneamente pelos investigados.

Fonte: G1

Envie sua Notícia, vídeo, foto
(45)99102-5533

Colunistas