Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Representantes buscam soluções para pagar dívidas do Consamu

  • 19/02/2016
  • Foto(s): Catve
Representantes buscam soluções para pagar dívidas do Consamu
Apesar de todas as mobilizações dos municípios da região no ano passado, para tentar amenizar as contas do Consamu (Consórcio Intermunicipal Samu Oeste), ele ainda está com dívidas. Ao todo, R$ R$ 1,150 milhão. A maior parte do dinheiro deveria ter sido repassada pelo Ministério da Saúde em setembro do ano passado, quando a união publicou a habilitação do consórcio. 

"Temos duas ambulâncias de UTI, mais um helicóptero, que não receberam ainda habilitação do Ministério da Saúde. São mais de R$ 100 mil mensais do ministério, mais valores que o estado repassa se estiver habilitado. Esperamos que isso aconteça, sabemos dos problemas graves de orçamento a nível nacional, mas fazemos todo um esforço para que isso aconteça", explica o chefe da 10ª Regional de Saúde, Miroslau Bailak.

Além do Governo Federal, os municípios também estão com pendências. Das 43 cidades, que fazem parte do consórcio, nove estão com dívidas ao Consamu de repasses que deveriam ter sido feitos em 2014 e 2015. 

São eles:
Quedas do Iguaçu - R$167.257,22
Santa Tereza do Oeste - R$ 134.121,60
Lindoeste - R$ 96.392,12
Capitão Leônidas Marques - R$ 46.308,24
Catanduvas - R$ 32.238,36
Santa Helena - R$ 24.647,05
Jesuítas - R$ 8.981,28
Vera Cruz do Oeste - R$ 6.992,37

"Pagamento é todo dia, temos despesas todos os dias, tem salário e os municípios que estão em atraso, quitando aquilo que devem, o consórcio estaria hoje completamente com suas dívidas quitadas", afirma o diretor-técnico do Consamu, Rodrigo Nicácio Santa Cruz. 

Das despesas do Consamu, 25% são de responsabilidade dos municípios. A União tem 50% e o Estado 25%. O problema é que os municípios, que já encontraram dificuldades, estão arcando 40%. E o estado disponibilizou mais R$ 1 milhão para cobrir as contas.

Além disso, o Consamu trabalha com equipamentos antigos e ambulâncias que estão em atendimento desde 2008. Ao todo, o Consórcio realiza 5.500 atendimentos de urgência nos 43 municípios. 

Durante a assembleia, o prefeito de Guaíra, Fabian Vendruscolo, também pediu ajuda para a gestão da unidade de pronto-atendimento do município, que está em construção. A intenção é fazer uma parceria com o Consamu, para que o consórcio contrate os profissionais que irão atuar na unidade.

Fonte: Catve

Envie sua Notícia, vídeo, foto
(45)9910-25533

Colunistas