Ouça ao vivo
Rádio Costa Oeste 106,5 FM

106,5 FM

Rádio Costa Oeste

Rádio Independência 92,7 FM

92,7 FM

Rádio Independência

Rádio Cultura 820 AM

820 AM

Rádio Cultura

Rádio Terra das Águas 93,3 FM

93,3 FM

Rádio Terra das Águas

Rádio Guaíra 89,7 FM

89,7 FM

Rádio Guaíra

Desabrigados temem passar a virada do ano fora de casa após chuva no RS

  • 28/12/2015
  • Foto(s): Reprodução/RBS TV
Desabrigados temem passar a virada do ano fora de casa após chuva no RS
O tempo voltou a ficar seco no domingo (27) na Fronteira oeste do Rio Grande do Sul, mas os rios Quaraí e Uruguai continuam com níveis elevados após a forte chuva dos últimos dias. Segundo o último boletim da Defesa Civil, 1.964 famílias estão fora de casa. Uma nova atualização deverá ser divulgada ao longo desta segunda-feira (28).

Das famílias atingidas, 1.810 estão desalojadas ??? em residências de familiares e amigos ??? e 154 estão desabrigadas ??? recolhidas em um local fornecido pelo Poder Público. Depois de muitas dessas pessoas terem passado o Natal fora de casa, a apreensão agora recai sobre a possibilidade de também passar a virada do ano nessa situação.

"?? capaz de ter de passar aqui. Queria muito passar na minha casa, mas eu acho que não vai ter condições. Tem que ter paciência. ?? triste, e tem que aguentar", diz a aposentada Jandira Ivone Silva,que está abrigada em um ginásio municipal em Uruguaiana.

Na cidade, 35 das 500 famílias atingidas pela cheia do rio Uruguai estão no Centro Esportivo Municipal.

A de Jurema Farias, também aposentada, é outro exemplo. Ela está no local com filhos e netos. "??... Mas a gente supera... O que vai fazer, é a vida, né? Tem que levar a vida."

A chuva forte atingiu a Fronteira Oeste no último dia 18 e seguiu até sábado (26), quando um temporal elevou os níveis dos rios Uruguai e Quaraí. Na quarta-feira (23), o rio Quaraí atingiu a marca histórica de mais de 15 metros acima do nível normal. A maior cheia registraa na cidade até então foi em 2001, quando o rio chegou aos 14 metros acima do normal.

Mesmo que a água tenha avançado para residências, há famílias que resistem em deixar suas casas. Cristian da Costa optou por retirar apenas os filhos do local, e permanece ali até que a situação melhore para tê-los de volta.

"Muito triste. A gente tem filho também, inclusive faz dois dias que a gente não vê porque nao tem como trazer pra casa porque a água, além de transtorno, traz doença, né? Entao a gente não tem como estar perto dos nossos filhos", conta o serralheiro.

A Defesa Civil projeta que possa demorar até 30 dias para que todas as famílias etornem para seus lares.

"Estamos trabalhando com aproximadamente vinte a trinta dias para as famílias retornarem porque, após a água baixar, tem que se fazer o trabalho de limpeza nas residências", destaca o coordenador da Defesa Civil de Uruguaiana, Paulo Woutheres.

Com a trégua na chuva, a ponte que liga Itaqui e Uruguaiana pela BR-472 foi liberada para tráfego na manhã de sábado (26) após ter sido interditada devido ao alto nível do rio Ibicuí.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), entretanto, prevê chuva para todo o estado nos próximos dias, pelo menos até quinta-feira (31).

Confira a lista completa dos municípios atingidos:

15 de Novembro
Cândido Godói
Cruzaltense
Engenho Velho
Erechim
Floriano Peixoto
Forquetinha
Fortaleza dos Valos
Gramado dos Loureiros
Guarani das Missões
Ibirubá
Liberato Salzano
Marques de Souza
Não Me Toque
Nonoai
Nova Ramada
Passa Sete
Pejuçara
Progresso
Roque Gonzáles
Santa Rosa
Santana do Livramento
Santo ??ngelo
São Miguel das Missões
Sete de Setembro
Três Palmeiras
Trindade do Sul
Venâncio Aires

Municípios com pessoas fora de casa:

Agudo
Alegrete
Barra do Quaraí
Cachoeira do Sul
Itaqui
Jaguari
Quaraí
Rio Pardo
Rosário do Sul
São Borja
São Gabriel
Uruguaiana

Fonte: G1

Envie sua Notícia, vídeo, foto
(45)99102-5533

Colunistas